O passado

Às vezes me procuro e já não me encontro mais.Tento recorrer ao passado, mas sou bloqueado pelo agora.Busco me reconectar ao que também foi belo.Então, percebo que não existe mais. Não guardei!Não arquivei!Não memorizei!Não zelei! Porém, sei que foi vivido.Pois, ainda sinto o cheiro da nossa parede de barro.O pote secava, mas logo era cheio de novo.Nossa mesa era grande: chão da cozinha. Aonde vim … Continuar lendo O passado

Conviver com a ausência

No silêncio das noites, o coração grita e os olhos desabafam.Aquilo que está preso. Que não é superficial.A dor, a solidão, a ausência, a perca…tudo junto.Rede que consola, lençol que abraça. Saudades dela. Coração vazio. Dia que se inicia.Tudo de novo: trabalhos, estudos, rotina.A ausência percorre quilômetros, mas volta.O esperançar, é a saída.Oração que aproxima. Que fortifica. Que indica.Os olhos abrem-se, a boa nova é … Continuar lendo Conviver com a ausência

O córrego da minha infância

Durante toda a minha infância vivi momentos muito marcantes com a minha família, sejam ruins, sejam bons, porém os vivi. Minha mãe, negra, rendeira, agricultora, sempre teve um coração cheio de amor pelos outros e ajudava a todos. Mas uma de suas paixões era lavar roupas. Lavar roupas naquele córrego que dividia aqueles cercados dos grandes nomes do meu lugar. O córrego era bem largo, … Continuar lendo O córrego da minha infância