15 SEGUNDOS

– Não importa o conteúdo, o que importa é a hashtag, a trilha de fundo… – Mas então, o que importa mesmo? – Se você for pensar só no conteúdo, você não irá bombar nunca. Tem que seguir uma receita de bolo, uma fórmula. Colocar uma trilha de fundo chamativa, de preferência as que estão em alta nas tendências, as trends; tem que colocar hashtags … Continuar lendo 15 SEGUNDOS

O fim, é, mesmo, o fim?

por Elian G. Encerrar um ciclo é sempre algo bem complicado, porque, às vezes, parece que não acabou. A gente idealiza, pressupõe, tem esperança, enxerga coisas que não estão ali, para que, no fundo, não tenha que acabar. Sempre falam: “Faça algo diferente; aprenda algo novo; seja você mesmo; sua companhia é a melhor que você poderia querer.” Mas, depois que vem alguém e pinta … Continuar lendo O fim, é, mesmo, o fim?

O livro que tu toca

Quando toquei naquele livro senti uma grande conexão, senti uma energia forte, senti como se aquele livro fosse um pendrive e eu… um computador, toda informação estava sendo transferida pra mim. Meus pelos eriçaram, sentia como se estivesse recebendo sangue depois de uma grande sangria. Minhas conexões internas recebiam descargas, meu corpo imóvel respondia com espasmos constantes. Aquele momento era sagrado, não conseguia pensar em … Continuar lendo O livro que tu toca

Me declarei

– Tá me zoando né? – questionou Saulo, quebrando aquele gelo que mais parecia um iceberg. – Não. Tô falando sério. Sou apaixonado por ti. – reafirmou Jefferson com a voz trêmula. Depois disso, apenas o som da TV ecoava ao fundo enquanto ambos continuavam mudos, trocando olhares confusos. Os dois amigos se viam naquela cena desconfortável, ao passo que um se declarava e o … Continuar lendo Me declarei

Morgana e o enigma da caixa

Todas as vezes que eu me sinto confusa, corro para o parque e sento no último banquinho de concreto, é o mais isolado e dá uma bela visão para o restante do espaço. Daqui a três dias completarei dezoito anos, e o roteiro que imaginei durante toda a minha vida encerrava aos dezessete. Minha melhor amiga, a Laura, diz que é normal ficar apreensiva mas … Continuar lendo Morgana e o enigma da caixa

Tattoo

O ano era 2013. Lembro quando acordamos naquele domingo de ensaio. Ele me encarou depois de um beijo de “bom dia” e disse: – Quero fazer uma tattoo. Fiquei ali, estático por uns segundos, sem entender direito o porquê daquele desejo repentino, do nada mesmo. Sorrindo, respondi com uma pergunta: – Tem certeza? Ele fez que “sim” com a cabeça. Tomamos café e fomos ao … Continuar lendo Tattoo

BATOM

O beijei bem forte. Suguei sua língua, borrei seu rosto e o abracei. Vi que ficou um pouco de batom na blusa, à altura do ombro. Pouco me importei. Era a despedida. Desabotoei o vestido que escorregou pelas minhas curvas chegando ao tapete. Ele tirou cinto, sapatos, meias e a blusa manchada. Rapidamente abriu o zíper da calça. Com a boca avermelhada, disse que queria … Continuar lendo BATOM

AMNÉSIA

Eu acordei, puxando o ar como se tivesse acabado de subir à tona de um mergulho. Agarrei com força as primeiras coisas que minhas mãos desesperadas puderam achar, que eram o colchão e o cobertor do leito. Devagar, um quarto branco entrou em foco na minha visão. — Bom dia. — disse um homem, de jaleco igualmente branco. — Como se sente? — Confusa. — … Continuar lendo AMNÉSIA

A filha que eu fui

Eram sete horas da noite de sexta-feira, eu estava em meu quarto esperando que mamãe chamasse para o jantar, o que era estranho já que tudo sempre ficava pronto às seis. Resolvi ir até a cozinha, escutando a voz alterada de papai enquanto gritava com a mulher baixinha que ele costumava abraçar. Mas isso foi há muito tempo, tempo que eles não lembram mais.  Eu … Continuar lendo A filha que eu fui

O filho da Chica Bêba

Uma fofoca gostosa de se ler Iii, lá vem a Chica Bêba – disse o Seu Zé da Bacurinha. Essa mulher não tem jeito mesmo – completou Socorro da Butique, enquanto saía da vendinha do Zé da Bacurinha, depois de uma demorada compra detrás das prateleiras. E ela foi subindo e sumindo no Alto do Barro, toda descabelada e tonta, de longe dava para sentir … Continuar lendo O filho da Chica Bêba