Conviver com a ausência

No silêncio das noites, o coração grita e os olhos desabafam.Aquilo que está preso. Que não é superficial.A dor, a solidão, a ausência, a perca…tudo junto.Rede que consola, lençol que abraça. Saudades dela. Coração vazio. Dia que se inicia.Tudo de novo: trabalhos, estudos, rotina.A ausência percorre quilômetros, mas volta.O esperançar, é a saída.Oração que aproxima. Que fortifica. Que indica.Os olhos abrem-se, a boa nova é … Continuar lendo Conviver com a ausência

O córrego da minha infância

Durante toda a minha infância vivi momentos muito marcantes com a minha família, sejam ruins, sejam bons, porém os vivi. Minha mãe, negra, rendeira, agricultora, sempre teve um coração cheio de amor pelos outros e ajudava a todos. Mas uma de suas paixões era lavar roupas. Lavar roupas naquele córrego que dividia aqueles cercados dos grandes nomes do meu lugar. O córrego era bem largo, … Continuar lendo O córrego da minha infância