O que eu queria de você

Um pouco da sua atenção. Saber que nada do que foi dito foi em vão. Mas, acabou e eu fiquei sem saber se tudo foi real ou apenas ilusão. O que eu fui para você? O seu jogo, tentei jogar, mas foi ai que eu percebi que no seu joguinho eu não podia entrar, pois você foi sempre tão raso eu sempre intensa… profunda. Sabia que poderia me machucar.
Mesmo assim, passei a me jogar achando que você iria me segurar, não sabia aonde isso iria dar, mas eu quis tentar. Foi tudo muito rápido e intenso que parecia tão real, não parecia ser obra do acaso e sim do destino.

Mas, quando dei por mim eu estava me doando e eu sentia como se cacos de vidros estivessem me cortando. Foi então que perguntei:

– O que eu sou para você?

E no seu silêncio eu soube que era hora de partir. Você era raso demais para mim…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s