Conviver com a ausência

No silêncio das noites, o coração grita e os olhos desabafam.
Aquilo que está preso. Que não é superficial.
A dor, a solidão, a ausência, a perca…tudo junto.
Rede que consola, lençol que abraça.

Saudades dela.

Coração vazio. Dia que se inicia.
Tudo de novo: trabalhos, estudos, rotina.
A ausência percorre quilômetros, mas volta.
O esperançar, é a saída.
Oração que aproxima. Que fortifica. Que indica.
Os olhos abrem-se, a boa nova é entendida.

Um dia nos abraçaremos!

Um comentário sobre “Conviver com a ausência

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s