Vida que segue

*Segunda parte de Obstáculos e Desilusão Amorosa.

Maria depois que foi rejeitada por Pedro por ser cadeirante ficou várias semanas sem compreender o que havia acontecido, mas na realidade ela sabia que foi por causa de sua deficiência que Pedro sumiu. Ela então ficou dias sem dormir pensando, sentindo falta das risadas ao telefone, e relendo mensagens trocadas.
Maria então começa a trocar mensagens com sua amiga Alice.

Maria: Sabe Alice, fico pensando; será que tudo que conversamos, a conexão que eu e Pedro tivemos desde o início, não significou nada?

Alice: Não sei, mas ele não faz ideia da pessoa incrível que você é amiga.

Maria: Obrigada amiga. E essa pessoa não importa pra ele? Tínhamos o mesmo gosto musical, a nossa conversa rendia, compreendiamos as piadas um do outro.

Alice: Amiga, sinto muito, acho que você deveria esquecer essa história e seguir. Existem outros caras por aí, você vai encontrar alguém.

Maria: Não sei mais nada. Vou dormir amiga. Tchau.

Alice: Ok, amiga. Tchau.

O dia amanhece e Maria liga para a amiga novamente.
Maria: Oi amiga, bom dia! Vamos no salão comigo?

Alice: Bom dia! Salão?

Maria: Sim. Vou esquecer o Pedro. Mudar o visual.

Alice: Huum, vamos sim!

Maria ao chegar do salão senta na sala de sua casa e começa a falar com Alice.

Maria: Amiga acho que vou focar em outra coisa, cansei de ir atrás de um amor. Vou tentar fazer faculdade de recursos humanos.

Alice: Ótimo! Apoio!

Os meses se passaram e finalmente Maria consegue entrar na faculdade.

Mas aí apareceu o primeiro obstáculo. Maria não tinha carro para ir a faculdade. Ela iria pagar o transporte do seu bolso quando foi pega de surpresa. As despesas em casa com a família estavam prestes a aumentar porque Maria ia ter um sobrinho.

Maria: Alice vou desistir da faculdade. Não tenho dinheiro para o transporte, minha irmã está grávida e as despesas vão aumentar. E você sabe que os transportes públicos de Fortaleza não são adaptados e quando tem o motorista não sabe como usar. Difícil viu… não vai dá!

Alice: Amiga eu comprei um carro ontem. Não te contei porque cheguei em casa muito tarde. Fui comemorar. Se você quiser posso te levar todo dia e você não precisa me pagar.

Maria: Obrigada amiga! Por tudo! Eu aceito sim.

O que essa história te faz pensar?

Acompanhe o próximo capítulo

3 comentários sobre “Vida que segue

    1. Vai ter sim amiga! Quem dera todas as pessoas com deficiência tivessem amigas como a Alice. Amizades assim é essencial para a inclusão e nos dá força no combate ao preconceito e para passamos por obstáculos.

      Aguarde o próximo capítulo 😘

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s